Mundo Maluco

     Faz muito tempo que não posto, e gostaria de aproveitar para comentar algo sobre o nosso “mundo maluco”. Não que eu seja este “exemplo” de pessoa normal, pois faço coisas que muitos dos meus amigos classificam como loucura. Aliás, eu admito que perdi um pouco a referência do que é “ser normal” e “ser maluco”, ou seja, nem sei mais exatamente o que é “ser normal”, porque, isso foje à lógica.

     E porquê digo isso?

     Bem, porque vejo que as pessoas fazem coisas contrárias ao que deveriam fazer para obter o que almejam, concordam com coisas contrárias ao que deveriam concordar para expressar seus ideais, e não se indigninam com o que deveriam se indignar diante de uma situação absurda.

Darei exemplos que eu vejo no dia-a-dia, e irei me referir a “nós” como sendo a sociedade como um todo, da qual eu faço parte:

  • Todo mundo acha absurdo a quantidade de lixo que geramos, entretanto, sempre pegamos a maior quantidade de sacolas que podemos pegar no supermercado; Aproveitar sacolas, é coisa de pobre ou de maluco, reaproveitamento em geral é “coisa de pobre”;
  • Concordamos que carro polui, que é um dos grandes problemas da sociedade, mas vemos um ciclista como sendo um cara “maluco” porque fica no meio do trânsito da cidade; A mesma coisa, vale para o motoqueiro, que muitos não respeitam;
  •  Reclamamos da politica, mas elegemos politicos que não tem conteúdo ético para legislar; Votamos “para ganhar” porque todo mundo vota nesse ou naquele candidato, ao invés de votarmos com base em fatos;
  • Valorizamos a ecologia, mas não nos importamos de descartar o lixo sem nenhum critério, não nos esforçamos para separar os materiais para reciclagem, ficamos “atordoados” com as queimadas, mas não as evitamos; Preferimos descartar equipamentos ao invés de providenciar manutenção junto ao fabricante, ou pior, compramos equipamentos de péssima qualidade, os quais irão se estragar rapidamente e não terão manutenção porque “não queremos pagar caro por um “equipamento de qualidade”, que segue os protocolos de redução de impacto ambiental e de manutenção;
  • Reclamamos dos “Ladrões e marginais” que roubam, matam, ferem e causam as mais diversas “desgraças” na vida das pessoas, mas passamos as mãos na cabeça de nossos filhos quando colam na escola dizendo que eles foram espertos, afinal, “quem não cola não sai da escola”; Quando ele chega com material do “amiguinho”, ao invés de o corrigirmos falando para ele procurar o dono do material e devolver, dizemos “ah, vai ver que se misturou com os objetos do meu filho”; e o que é pior, quando precisamos de algo, procuramos “comprar barato” nos locais onde sabidamente são vendidas “coisas roubadas”, porque “o original de fábrica vendida na loja com nota é caro”, alimentando o mercado clandestino, que causa dor às pessoas vitimas de assaltos.
  • Reclamamos das crianças abandonadas, sem pai nem mãe cuidando, mas não fazemos nada contra o culto ao sexo irresponsável disseminado pela cultura do funk “proibidão” e outros tantos estilos populares de música, que geram gravidez indesejada por pais despreparados (incluindo também neste grupo, estilos musicais axé, pagode, sertanejo e atualmente até o rock, que tem cultuado o sexo irresponsável). E pior, trazemos as crianças vitimas do sexo irresponsável para o sexo irresponsável o mais cedo possível, criando um submundo de círculo vicioso de pessoas à margem das leis da sociedade.
  • Reclamamos da nossa obesidade, mas nos predispomos às lanchonetes e fast foods para comer;
  • Reclamamos da falta de tempo, mas aceitamos vender cada vez mais o nosso tempo para termos dinheiro.

       Poderia citar vários outros exemplos aqui mostrando estes nossos absurdos. E a questão que fica é que eu posso até entender que alguém não faça uma ou outra coisa correta por comodismo ou porque “é dificil fazer a coisa certa”, não que isso se justifique, mas dá pra entender a lógica do “faço o que é fácil”, pois essa é a lógica do comodismo, que no fundo no fundo, nós temos alguma coisa. Eu mesmo cedo à tentação de quebra de algumas regras, como a da alimentação, na qual eu pessoalmente peco muito. Mas fazemos mais do que simplesmente nos omitir: Rotulamos de malucos as pessoas que tentam ser coerentes com todas as propostas coerentes e apoiamos quem faz errado, essa é a pior parte!

     Eu vejo que a única forma de nos esquivarmos desta condição de insanidade é justamente refletirmos nossas atitudes, procurando sermos mais coerentes com nossos valores, assumindo a responsabiliadade pelo que fazemos. Isso não é fácil, pois cada vez que assumimos a responsabiliade por nossos atos, observamos a nossa incoerencia e precisamos dar passos atráz, e poucas são as pessoas dispostas a fazer isso.  E uma coisa é certa: A ciência já sabe que espécies entram em colapso quando não entram em equilibrio com a natureza. Estamos caminhando para isso, e só não chegou tal colapso porque existem cabeças pensantes neste mundo que tem esta consiência e atuam de forma a evitar tal colapso. Entretanto, até quando isso será possível? Se alguém tiver alguma resposta à esta pergunta, poste aqui, porque, honestamente, eu não tenho. A única atitude que me sobra é fazer a minha parte corretamente e de forma consiente, pois mesmo sendo uma excessão na multidão, se alguém disser que ninguém pensa de tal forma, eu posso dizer, com a consiência tranquila: Eu fiz a minha parte.

Anúncios

Uma resposta to “Mundo Maluco”

  1. denise moreira macedo alves Says:

    OI AMOR!!!!

    NOSSSA PRIMEIRO QUERO TE PARABENIZAR PELO TEXTO MUITO INTERESSANTE, BOM MEU COMENTARIO PARA VOCE EH ESSE MUNDO TA CADA VEZ PIOR , MS PORQUE NAO TIRAR ESSAS MUSICAS DE FUNCK PARA VER SE NAO TEMOS UM POUCO DE PAZ AI SERA INJUSTO COM OS QUE GOSTAM ACHARAO MUITO RUIM NE , BOM SOBRE A ECOLOGIA O QUE ACHO ESTA SENDO BEM APROVEITADA NAO ACHA NA RECILAGEM JA PODEMOS FAZER ALGO INTERSSANTE COMO INFEITES E NATAL , CADEIRAS E ASSIM VAI , BOM ESE EH MEU COMENTARIO .

    UM BEIJO DE SUA AMADA

    DENISE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: